Starmilk

Com tecnologia de ponta, laticínio Star Milk é inaugurado em Céu Azul/PR

Foram trazidos da Itália e da Alemanha alguns dos maquinários adquiridos para equipar o Laticínio Star Milk, que foi inaugurado neste sábado (30) e será um dos mais modernos do Brasil. O empreendimento, localizado no interior de Céu Azul, é fruto de um in

04/10/18

Foram trazidos da Itália e da Alemanha alguns dos maquinários adquiridos para equipar o Laticínio Star Milk, que foi inaugurado neste sábado (30) e será um dos mais modernos do Brasil. O empreendimento, localizado no interior de Céu Azul, é fruto de um investimento de R$ 30 milhões de uma S/A formada por duas dezenas de sócios dos setores agropecuário, empresarial, médico e advocatício.
 
“Trouxemos os demais equipamentos de Santa Catarina, Goiás, São Paulo e Minas Gerais”, conta o administrador da unidade, o médico veterinário Mário Sossella Filho, o Marinho. Com cerca de quatro mil metros de área construída, o laticínio terá toda sua produção inicial de queijos frescal, muçarela, prato e asiago, além de manteiga, nata e ricota, destinada aos mercados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo pelas distribuidoras Rota, de Cascavel, e Trans Frios, de Curitiba.
 
Como a região não tem tradição na atividade, foram trazidos gerentes de produção e queijeiros de São Paulo e Minas, mas a maioria dos empregos (cerca de 30 num primeiro momento) está reservada a trabalhadores de Céu Azul e Vera Cruz. “Uma das principais novidades será a produção do queijo de origem italiana, que cai muito bem na linha gourmet, é apropriado para sanduíches e vamos vender em barra e também fatiado”, relata Marinho.
 
Pés no chão
 
Fruto de um projeto lançado ainda em 2016, o Laticínio Star Milk está instalado na fazenda do mesmo nome, adquirida ainda em 1973 e transformada em referência internacional pelo líder cooperativista Ibrahim Faiad e colaboradores, e fincada em bases muito sólidas. 
 
A capacidade ociosa, segundo ele, será explorada gradativamente, conforme o espaço que o laticínio vier a conquistar no mercado consumidor. Negociações já estão sendo feitas para a prestação de serviços a outras empresas do ramo num segundo momento. A ideia é iniciar com um faturamento mensal entre R$ 2 e 3 milhões e atingir R$ 10 milhões no ápice.
 
Para assegurar a alta produtividade de seu plantel de 1.150 vacas leiteiras, em torno de 550 delas em fase de produção, a Fazenda Star Milk tem por norma apostar não apenas em genética melhorada. Ela também investe no que há de melhor em tecnologia de confinamento para assegurar o bem-estar dos animais e, consequentemente, aumento de produtividade.
 
Por isso, o laticínio conta também com um barracão refrigerado com capacidade para 320 vacas lactantes. “Chama-se túnel de vento, tem 21 exaustores de um lado e placas evaporativas do outro. Com isso, nós conseguimos reduzir a temperatura em até 13 graus centígrados no pico do verão, proporcionado conforto aos animais e aumentando a produtividade em até três litros/dia por vaca”, relata Marinho, lembrando que o modelo é semelhante ao usado em aviários. 
 
Vale destacar que Sandro Viechnieski, da StarMilk Alimentos, será um dos palestrantes do Interleite Brasil 2018. A sua palestra abordará o seguinte tema: "A visão da Fazenda Star Milk". Confira a programação completa do evento aqui > interleite.com.br
 
As informações são do jornal O Paraná, resumidas pela Equipe MilkPoint. 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

STCP participa da inauguração da Starmilk em Céu Azul/PR STCP

28/06/18

No dia 28/06/18, a STCP representada por Rômulo Lisboa, Diretor de Desenvolvimento e Qualidade, participou da inauguração da primeira unidade industrial da STARMILK.

Star Milk - Fazenda Iguaçu: Leite cinco estrelas

04/10/18

Essa história começou em 1946 em Palmeira no Paraná, quando o Sr. Mário Sossella adquiriu sua primeria vaca! Mal imaginava que a partir dessa decisão, estaria plantando uma semente que daria muitos frutos, ou melhor, muito leite! Foi assim que indiretame